—ING: Present Participle e Gerund são a mesma coisa?

Todo mundo que estuda ou já estudou inglês na vida se deparou em algum momento com a terminação —ING, não é verdade?

Vamos dar uma olhada nestes dois exemplos:

  • She’s walking slowly today because she hurt her leg.
  • Walking is a great way to improve or maintain your overall health.

No primeiro exemplo, a terminação —ING é adicionada ao verbo to walk para construir o tempo verbal chamado de present continuous ou present progressive, usado para falarmos de ações continuadas que que estejam acontecendo no momento atual.

O present continuous ou present progressive é formado combinando o verbo to be com o que a gramática do inglês chama de present participle.

O que é present participle?

O present participle é a forma obtida quando adicionamos a terminação —ING à forma base, ou infinitivo de um verbo, como neste exemplo:

  • Amanda is wearing a dress today.

De acordo com as normas de gramática do inglês, nós sempre usaremos o present participle nas construções de tempos verbais contínuos ou progressivos, como no exemplo do present continuous que eu mencionei acima.

Há um detalhe muito importante com relação ao present participle: ele sempre estará acompanhado do verbo to be, que pode estar conjugado em qualquer um dos tempos verbais do inglês, como nos exemplos a seguir:

  • Quiet, please! I’m trying to sleep!
  • He was watching the soccer finals.
  • They have been working too hard.

Uma pequena confusão que o português pode causar

Vamos olhar novamente está frase:

  • Amanda is wearing a dress today.

Em português, traduziríamos esta frase como Amanda está usando um vestido hoje: nesta frase, a palavra usando é a forma do gerúndio do verbo usar.

Como em português o gerúndio é justamente usado para expressar a continuidade ou o desenvolvimento de uma ação no momento atual, ele se assemelha à ideia do present continuous, e assim, muitas vezes as pessoas dizem por comparação que os verbos do inglês, quando estão com a terminação —ING, estão no gerúndio.

E puxa, vejam só: existe até uma palavra cognata em inglês para gerúndio, que é gerund!

Mas gerund e present participle, embora extremamente parecidos, não são exatamente a mesma coisa!

O que é gerund?

Para entender o que é gerund, vejamos novamente o segundo exemplo que foi dado no começo do texto:

  • Walking is a great way to improve or maintain your overall health.

Se considerarmos a tradução da frase acima para o português, que seria Andar é uma ótima forma de melhorar ou manter a sua saúde geral, notamos que a palavra andar, neste caso, atua como um substantivo.

O sentido da palavra andar neste caso é o mesmo que temos na frase seu andar_ é muito gracioso_: andar é um substantivo.

Ou seja, um gerund é uma palavra formada a partir de um verbo terminado em —ING, exatamente como seria um present participle, só que atuando como um substantivo.

É possível perceber isso nestes exemplos adicionais, em que todas as palavras terminadas por —ING na verdade são gerunds e agem como substantivos:

  • Speaking good English takes time.
  • I think snowboarding is cool.
  • She loves traveling.

Como saber se é present participle ou gerund?

Pelas explicações anteriores, a forma mais fácil de diferenciar entre um gerund e um present participle é verificar se na frase existe o verbo to be.

Se você encontrar uma forma do verbo to be conjugada em qualquer tempo verbal, seguida pela forma —ING, então estamos falando de present participle. Exemplo:

  • She has been sleeping for eight hours.

Por outro lado, caso a forma —ING estiver começando a frase ou seguir um verbo ou uma preposição, isso será o gerund. Exemplo:

  • Playing chess is really fun!

Tá bom: e o que isso muda na minha vida afinal?

Falando muito sinceramente, é muito pouco provável que esta informação faça alguma diferença prática pra você, principalmente se sua necessidade ou anseio é apenas falar ou escrever em inglês no dia-a-dia para se comunicar.

No entanto, se você, assim como eu, possui aquela curiosidade inquietante ou quer se especializar ou pelo menos entender um pouco mais a fundo certas diferenças tênues da gramática do inglês, eu tenho certeza de que você deve ter adorado descobrir — ou, quem sabe, relembrar esta informação, não é?

Deixe as suas opiniões aí embaixo, nos comentários.

A gente se vê num próximo post!

Anteriores

Aprendendo inglês com uma newsletter da Fórmula 1

Próximo

Car thieves… and bees!

  1. Rafinha

    Bom dia Daniel, aqui é o Rafinha!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén