Pare por um momento: você provavelmente já viu a frase que dá título à este post pelo menos uma vez: “The quick brown fox jumps over the lazy dog”, em português “A rápida raposa marrom pula por cima do cão preguiçoso”, é muito mais para nós brasileiros do que uma alusão ao célebre desenho da Disney, “O Cão e a Raposa”.

A frase é provavelmente o mais famoso pangram da língua inglesa.

Mas o que é pangram?

Apesar do nome diferente, o conceito de um pangram (pangrama ou pantograma em português) é muito simples: o alfabeto inglês, de A até Z, possui um total de 26 letras — exatamente como no português.

Pois bem: quando criamos uma frase que utilize todas as letras do alfabeto em sua composição, criamos um pangram.

Pangramas eficientes — também chamados pangramas perfeitos — usam todas as letras do alfabeto formando o menor número possível de palavras.

A rápida raposa marrom pula por cima do cão preguiçoso e se sente como se estivesse no sétimo céu da tipografia, juntamente com Hermann Zapf, o mais famoso artista da…

The quick brown fox jumps over the lazy dog”, embora não necessariamente o mais curto dos pangramas perfeitos (com 29 letras), foi adotado pela indústria tipográfica há muitas décadas, como um meio eficaz de demonstrar, em uma produção de texto, como ficaria a aparência das fontes sendo empregadas na escrita. É por isso, aliás, que se tornou o pangram mais famoso do mundo, sendo usado no Microsoft Word e em vários sites de busca e download de fontes.

Há pessoas que consideram a criação de pangramas um passatempo tão bom quanto palavras cruzadas: por isso, muitas frases deste tipo costumam surgir.

Sem contar as frases que apenas juntam palavras sem sentido, eis aqui alguns dos pangramas que eu encontrei, com as respectivas traduções:

  • Amazingly few discotheques provide jukeboxes (Surpreendentemente, poucas discotecas fornecem jukeboxes);
  • Sphinx of black quartz, judge my vow (Esfinge de quartzo preto, julgue meu voto);
  • Pack my box with five dozen liquor jugs (Arrume minha caixa com cinco dúzias de jarras de bebidas);
  • Jackdaws love my big sphinx of quartz (As gralhas amam minha grande esfinge de quartzo).

Em português, só para satisfazer a sua curiosidade, há diversos pangramas também. Quando se faz uma busca no Google, inclusive, aparece sempre este painel de quadrinhos como um exemplo:

Parece um pangrama… mas não é!

Só que tem um problema: A frase “Fidel exporta whisky, vinho, queijo, caju, manga e nabo” não possui a letra Z! Como um pangrama tem que conter todas as letras do alfabeto, então ela só parece ser um pangrama… mas não é!

Veja, por fim, alguns pangramas corretos em português:

  • Grave e cabisbaixo, o filho justo zelava pela querida mãe doente;
  • Marta foi à cozinha pois queria ver belo jogo de xícaras;
  • Hoje à noite, sem luz, decidi xeretar a quinta gaveta de vovô: achei lingüiça, pão e fubá;
  • Gazeta publica hoje breve anúncio de faxina na quermesse.

Espero que vocês tenham curtido essa curiosidade sobre os pangrams — são interessantes, né? Comenta aí a sua opinião!

Eu vejo vocês num próximo post…

Bye bye!